domingo, 1 de fevereiro de 2009

_O que fazer...?_

O que fazer...:
- quando a saudade por alguém que não vamos ver mais, aperta?
- para contar as novidades que tenho, a alguém que não sei se me ouve?
- quando sentimos a falta de um abraço de alguém que NUNCA MAIS vamos ver?
- quando queremos chamar Mãe...e sabemos que não vamos obter resposta?
- para conseguir suportar a certeza do NUNCA MAIS?
- para me consciencializar que ao longo da minha Vida, não terei ao meu lado a minha mãe...a minha mais que tudo, para me felicitar com um abraço...um beijo, pelas minhas vitórias; para limpar as minhas lágrimas e levantar-me quando eu cair?!
Joana Carvalho, 1-2-09

6 comentários:

tibeu disse...

SE ME AMAS NAO CHORES...

se conhecesses o mistério do céu
onde agora me encontro,
se pudesses ver e sentir
o que sinto e vejo
nestes horizontes sem fim
e nesta luz que tudo alcança e penetra, nunca chorarias por mim!
estou agora absorvido
pelo encanto de deus,
pelas suas expressões de infinita beleza.
em confronto com esta vida,
as coisas do tempo passado são pequenas e insignificantes!
conservo ainda todo o meu afecto por ti,
uma ternura que jamais te pude em verdade revelar.
amamo-nos ternamente em vida;
mas tudo era muito limitado e fugaz vivo na serena e alegre expectativa
da tua chegada entre nós,
pensa em mim assim.
nas tuas lutas,
pensa nesta morada maravilhosa
onde não existe a morte
e onde juntos viveremos num enlevo
mais puro e mais intenso,
junto á fonte inesgotàvel de alegria e amor,
se me amas de verdade, não chores por mim..
alguem me deixou esta prosa linda num comentário, acho que é lindo de leres. bj gr

Licas disse...

Olá Joana

Faz-me doer a sua tristeza! Sei tão bem como ela é.

Não há palavras, nem consolo, mas acredite que aos poucos o Amor vai aumentando e a dor torna-se menos intensa . começamos a viver como se Ela estivesse sempre connosco. Falamos! Choramos! Rimos e ouvimos os seus conselhos.
Não estou a divagar... Ainda hoje ouço e sinto o apoio da Minha Mãe e todos os dias lhe falo e a ouço.

Agora ... Sei que ela sempre gostou de me ver feliz e a espalhar felicidade. Assim vivo todos os dias em funçÕ DISSO E TODOS OS DIAS LHE AGRADEÇO A FORÇA QUE ME DÁ.

Quando precisar de um ombro amigo... de mãe, estarei por aqui.
Um beijinho
Licas

as velas ardem ate ao fim disse...

a tua tristeza doi.

Mas acredito que a tua mamã vais sempre olhar para ti com um sorriso...onde quer que esteja..

um bjo

Ju disse...

Olá Joana!

Imagino que deves estar a paxar por uma fase muito complicada, pois sei o quanto a tua mãe significava e significa para ti e entendo a tua revolta quando dizes que foi injusto que ela parti-se de uma forma tão cruel.
Imagino que deve ser muito dificil, querer pegar no telemovel para ligar para simplesmente ouvir a sua voz e não poder, acordar de manha e ñ poder ve-la, toca-la, abraça-la e beija-la.
Quero que saibas que gosto muito do teu blog, da forma como tu escreves, transmites os teus sentimentos e falas da tua mãe.
Obrigada pelas palavras que nos deixas a todos ler e desta forma consegues ajudar algumas pessoas que estejam na mesma situação que tu e não consegue falar e simplesmente isolam-se.

Beijinho grande

Cláudia Paixão disse...

minha amiga

consigo sentir a tua tristeza ao ler os teus textos, mas acredito que, mesmo longe, a tua mãe está a olhar por ti, a dar-te forças para continuares e isso faz com que tu sejas, a cada dia que passa, uma pessoa forte, uma lutadora.

força amiga

beijinho

BC disse...

Viva Joana!
Eu sei quanto dói, mas agora não vamos falar dessas coisas, vamos sorrir.
E vou dar a minha opinião como me pediste sobre o novo visual do blog.
Pois está maravilhoso (sem favor, acrdita)gosto mesmo.
Está suave, doce, menineiro ,jovem.
Enfim com um ar mais alegre.
Adorei
Quando poderes vai lá buscar um sorriso do meu aniversário de 1 ano do SLETRAS, PARA FICAR AINDA MAIS SORRRIDENTE.
Beijinhos/Abracinhos
Isabel