sexta-feira, 19 de setembro de 2008

_A saudade pede mais, muito mais..._

Mãe, Filipa Carvalho - 1964-2007
O vento teima em trazer-me...o teu cheiro, o sol...o teu calor, as estrelas...o brilho do teu olhar... A saudade e o sofrimento por não te ter, pedem mais, muito mais... Ouvir a tua voz, sentir o pulsar do teu coração era o que eu queria e todos os demais, que naquela fatídica noite te perderam para todo o sempre, sem mais amanhã contigo ao nosso lado...mas sim, com a triste certeza do nunca mais.
A 13 de Outubro de 2006, embarcaste numa viagem de ida sem volta, sem sequer nos avisares quando seria a tua estação de saída. Tentamos que continuasses a viagem, mas...esta tinha mesmo terminado naquela noite e eu nem oportunidade tive para me despedir de ti.
Tinha muita coisa ainda para partilhar contigo, mas...agora restam-me as recordações de uma viagem durante 19 anos, em que pude ter-te ao meu lado. Hoje, são muitas as coisas que gostava de contar-te. Faço-o em pensamento e quero acreditar, que mesmo assim ouves tudo aquilo que queria dizer-te, Mãe.
Sei que não me queres triste, mas não consigo conter as lágrimas...quando a saudade por ti, se apodera de mim, inundando meus pensamentos de recordações de um passado, que fará sempre parte do meu presente e do meu futuro... Adoro-te!!
Joana Carvalho, 14-6-08

4 comentários:

NELIO disse...

Arrepiei-me ao ler o que escreves-te Joana...........
Sabes que quando me disseram que a tua mãe estava doente,eu nunca pensei no pior,muito sinceramente,achei que seria uma coisa passageira,mas infelizmente é a dura realidade........
Certamente onde quer que ela esteja está muito orgulhosa de ti....acredita

fatinha disse...

Quero aqui deixar marcada no Blog que criaste sobre a minha mana linda e que é e será sempre a tua Mae, a saudade, de sorrir,passear e do nosso café que adorávamos tomar de preferência na esplanada e a cumplicidade que tinhamos por cauas dos nossos cabelos, quanto + lisos melhor.Adoro-te mana, estejas onde estiveres,sê o meu anjinhoda guarda e do meu JP.Bjs doces

Anónimo disse...

OLá Joana!..
Emocionou-me muito a transparência dos teus sentimentos, intensidade, profundidade, e a coragem, e determinação que tiveste em fazê-lo.
Tive o enorme privilégio de conviver com a tua Mãe. A minha querida amiga Filipa, foi minha colega do Curso Base, na clinica e MedI-M. Confidênciamos, muitas alegrias e muitas tristezas.
Que posso eu dizer da Filipa que Não saibas ou sentes.
A Filipa, era uma guerreira, lutadora, inteligente, sensivel,sei o quanto sofreu na perda do seu pai.
A familia nuclear, era a sua grande paixão, era o o que lhe dava força para viver intensamente cada dia que Deus lhe deu. Parecia que o tempo era sempre pouco, se pudesse voar fazia-o.
Sempre ouvi falar muito de ti Joana, e do teu pai.
"Um dia ás 9 da manha estava ela ao telefone e eu perguntei-lhe Filipa que estás fazendo? Ela a sorrir disse-me estou a acordar a Joana pq tem teste..."
Tu minha linda eras a verdadeira paixão da tua mãe,
ela era capaz de mover o mundo por ti, sei que onde quer que esteja velará por ti, e só quer que sejas feliz, embora a sua ausência te cause muita dor e sofrimento.
Chorei muito quando li todo o teu Blog, pela saudade, tristeza e dor que me causa a perda da Filipa.
Sei que a morte é uma fila, onde não sabemso qual o nosso lugar... por isso temos de viver intensamente cada dia como se fosse o último.
Voltarei outro dia para falar com tua mãe. Rezo todos os dias pela sua alma.
Um dia sonhei com ela, estava a sorrir, quando acordei chorei, rezei pela sua alma, e o facto de sinhar com ela deu-me uma tranquilidade enorme.
Acredito, que devido á sua pureza, ingenuidade, e devido á pessoa excepcional que era, só pode estar be.
Joana um beijinho, grande para ti e para o teu pai,
podem sempre contgar comigo.
Amei o que fizeste e fazes pela tua mãe.
Ela ama-vos muito!...
Luz Quintal

tibeu disse...

*arabens por teres tido uma mãe tão linda. bj